“A MAIOR DE TODAS AS IGNORÂNCIAS É REJEITAR UMA COISA SOBRE A QUAL VOCÊ NADA SABE."

quarta-feira, 18 de maio de 2011

A Temperança - Experimento

Exercício 1

O objetivo é encontrar o equilíbrio interior, paz e serenidade.

Comece por se preparar colocando, na sua frente, dois jarros, não completamente cheios de água (o fluir natural das emoções) e a carta número 14, a Temperança. Pode colocar um incenso agradável (o de hortelã é calmante), uma vela azul acesa (o azul representa tranquilidade, calma e a verdade interior, a vela acesa é o próprio Eu), a junção destes elementos é o equilíbrio, uma música calma e se quiser uma jarra com flores.

Escolha uma posição confortável, as mãos devem estar sobre o colo, descontraídas e abertas e a carta deverá estar na sua frente. Feche os olhos, comece por respirar de forma profunda e descontraída. Observe a sua respiração, deixe-a fluir por todo o seu corpo. À medida que respira, sinta todo o corpo ficar relaxado. Inspire e expire até sentir que o corpo está pesado e completamente relaxado.

Abra os olhos e observe atentamente a carta durante uns minutos.

Feche os olhos e visualize duas bolas de luz a flutuar por cima da sua cabeça: uma chama azul calmante e relaxante e outra dourada. Inspire e expire de forma profunda. Atraia para o seu corpo estas bolas de luz. Deixe as duas cores se misturarem numa só de forma harmoniosa e descerem pela sua cabeça, relaxando o seu rosto, a sua garganta, ombros, braços, mãos e dedos.

Deixe-se preencher por esta luz calmante e relaxante, Ela invade o peito, a barriga, os quadris, a perna direita e o pé, a perna esquerda e o pé; todo o corpo está a ser invadido por esta luz que lhe vai transmitir paz, calma e harmonia. Sente-se muito bem; o seu corpo absorveu uma grande quantidade de energia.

Abra os olhos e volte a olhar para a carta da Temperança, mais ou menos durante 3 minutos, para absorver a sua energia. Lembre-se dos seus conceitos (equilíbrio, paz, serenidade, auto controlo). Neste momento estará a sentir-se muito bem e bastante equilibrado. Pegue nos jarros de água e misture a água existente em ambos num só, misturando de um jarro para outro. Sinta a fluidez deste ato. Repita-o várias vezes, concentrando-se na mistura das águas.

Auto-Afirmação: Eu sou o equilíbrio, a paz e a serenidade todos os dias.

Encerre.

Este exercício pode ser feito várias vezes.

Afirmações (conselhos) para a carta da Temperança:- Tenho segurança, auto controle e disciplina perante todas as situações da vida. Toda a ansiedade é deixada de fora nas decisões que eu tomo.

- Eu sou a ponderação.

- Eu sou a confiança.

- Eu sou o auto-controle.

- Eu sou a estabilidade.


Exercício 2

Depois de se ter instalado numa cadeira com as costas direitas, as pernas paralelas e as mãos apoiadas sobre as coxas, coloque o arcano A Temperança sobre a mesa ou num suporte, pois será mais cômodo para o ver. Acenda uma vela azul, a cor que corresponde ao arcano, e coloque algumas pedras de carvão num queimador e adicione umas gotas de acácia, pois é o perfume que harmoniza com ele.

Olhe descontraída e fixamente a carta, procurando captar os seus pormenores mais ínfimos. Intensifique cada um dos volumes, das formas e das cores que compõem a imagem do arcano. Pouco a pouco este crescerá até abarcar todo o seu espaço visual. Contemple a água ondulando suavemente, enquanto os juncos e as flores da ribeira mexem docemente ao ritmo da brisa suave. Observe agora a árvore esbelta, e a luz do sol que se filtra através das nuvens iluminando um bando de pássaros migratórios. Finalmente, olhe como a mulher deixa cair lentamente a água das suas taças douradas celebrando um pequeno ritual. A sua pele jovem e limpa recebe a luz solar, e tudo no arcano respira harmonia.

Agora, fixe a sua atenção na água e observe o reflexo luminoso que se produz onde o sol incide. O seu fulgor obriga a pestanejar até ter que fechar os seus olhos, sentindo um formigueiro especial na testa que lhe indica estar a entrar num estado profundo de meditação. Dê um passo em frente para entrar no arcano e sentir a água fresca sobre os seus pés. Observe como a aura da mulher o/a envolve enchendo-o/a de serenidade, coragem e otimismo. Depois disso, saberá que a partir de agora é capaz de enfrentar qualquer situação que a vida lhe imponha sem se deixar ir abaixo.

Permaneça em frente da mulher, que agora lhe oferece bebida numa das suas taças. Quando o líquido penetrar no seu interior, sinta como cresce em si uma força desconhecida que o/a enche de segurança e de confiança. Dê graças, mentalmente, à Donzela da Água e peça-lhe que venha em sua ajuda quando passar por um mau momento na sua vida, ou quando algo ou alguém ameaçar a sua segurança.

A seguir, dê um passo para trás e saia do arcano. Quando atravessar uma época de dificuldades, feche os olhos por um momento e invoque a Donzela da Água. Voltará a sentir de novo o poder do arcano e verá como ele virá em seu socorro.

Função do arcano:- Proteção espiritual

Representa:- As experiências que permitem conhecer e aumentar a nossa resistência.

Desperta:- O otimismo

Desenvolve:- Confiança nos resultados dos nossos atos. A supressão da cólera, a capacidade de adaptação, a resistência e a alegria.

Leonardo Rocha


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que procuras? '.' .'.