“A MAIOR DE TODAS AS IGNORÂNCIAS É REJEITAR UMA COISA SOBRE A QUAL VOCÊ NADA SABE."

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

É Proibido


É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

O Símbolo \n/


Muitas pessoas me perguntam acerca do sinal que faço sempre em minhas fotos. Perguntas do tipo: Se você é mesmo do bem por que fazer o sinal do mau? Por que usas os chifres do bode?

http://rochamystic.blogspot.com/p/fotos.html


Bom tentarei aqui resumir porque uso esse símbolo, com algumas ilustrações.

O formato desse símbolo deu margem a diversas interpretações perniciosas por visões cegas e preconceituosas.

Em minha vida particular esse símbolo representa a coragem, liberdade e força, é o Ar (dedo mindinho) e a água (Dedo indicador) equilibrados, O dedo mínimo está relacionado à intuição e à capacidade de comunicação, habilidade e inteligência, enquanto que o dedo indicador está ligado ao modo como encaro o mundo e as pessoas. O dedo mínimo e seu monte representam Mercúrio enquanto que o dedo incicador e seu monte representam Júpiter. Com este símbolo estou dizendo de forma velada que combato em mim o defeito ligado a mercírio (inveja) com a caridade (virtude ligada a Júpiter), e que devo cultivar a paciência (virtude ligada à mercúrio) que combaterá a Gula (defeito ligado à Júpiter), também externo minha fé, fé em um poder superior e minha busca à evolução, assim como o excesso de confiança em outrem e em mim mesmo, bem como a preguiça e ser exagerado, tudo isso ligado à Júpiter. Por incrível que possa parecer lembro sempre dessa passagem ao fazer esse símbolo:

“Lembrai dos lírios do campo, não tecem e não fiam, mas nem Salomão em todo o seu esplendor teve veste mais bela... Deixemos o amanhã para o amanhã e vivamos intensamente o hoje, pois a ninguém é dado a saber se o amanhã virá, mas o hoje temos certeza de já ter recebido.”

Muito antes desse símbolo vir a público ele já era usado por iniciados de diversas culturas que sabiam o seu real significado.


Na figura acima nota-se o Hierofante ou o sumo-sacerdote

Está em uma caverna, usa uma coroa ; em uma mão segura um pergaminho, enquanto a outra mão faz o símbolo.
A metade humana representa a natureza superior, enquanto que a metade cavalo representa a natureza animal, que todos nós temos. A coroa, sobre a cabeça humana, mostra a superioridade da inteligência e do intelecto.
O gesto da mão direita é um gesto que representa benção, um gesto muito antigo. O pergaminho representa o saber oculto, enquanto a caverna representa o recolhimento, a introspecção, a meditação, um caminho para a conciliação das duas naturezas, humana e animal, presentes neste arquétipo.
Fora de controle, denota a arrogância e o abuso de uma inteligência mal dirigida, e a prepotência de um intelecto auto-centrado.

Segundo a tradição dos Yogues este Mudra serve dentre outras coisas, para a purificação das energias do corpo, basta você sentar-se numa posição confortável, manter as mãos nesta posição e relaxar por alguns minutos. Dizem também que este processo alivia as cólicas durante a menstruação, neste ultimo caso, por motivos óbvios nunca tentei. Na tradição Budista ele se chama Tarjani-Mudra. Estimula e facilita a finalização do processo de digestão, equilibrando a eliminação.



No Egito, este mesmo símbolo era utilizado como a representação da cabeça do deus Anúbis, o deus dos mortos, era usado como sinal de proteção contra maus espíritos. O Mudra era feito antes das viagens, como despedida desejando proteção, assim como sinal de benção para os membros das fraternidades esotéricas. Posteriormente através dessas mesmas fraternidades o sinal foi levado a Grécia onde passou a ser utilizado nos cultos Herméticos e Dionisíacos, logo foi associado aos chifres de Dionísio, Baco e Cernunnos. O símbolo representava basicamente sabedoria, boa sorte, benção, prosperidade e era usado como amuleto assim como a famosa Figa que muita gente utiliza até hoje.

Este Mudra chegou em Roma, muitos séculos antes do surgimento do cristianismo, era muito comum, tão comum quanto dar tchau hoje em dia. Mas a partir do século VI depois de Cristo este sinal começou a ser distorcido de acordo com os interesses da igreja católica, na medida em que ela buscava dominar as outras culturas e aniquilar outras religiões.


Em fim, depois de alguns integrantes de bandas de rock que também gostavam de estudar o ocultismo começaram a usar e isso veio a público.... e o público interpreta como quer...









Leonardo Rocha '.'

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

RELAÇÕES HUMANAS



Relações Humanas” significa, o estabelecimento e/ou manutenção de contatos entre seres humanos. Como tal ocorre constantemente em nossa vida diária: em casa, com nossos pais, esposa e filhos: no clube; no bar e no ambiente de trabalho, onde passamos a maior parte de nosso tempo útil, com nossos colegas, superiores e subordinados.

Atualmente entende-se por Relações Humanas a atitude que deve prevalecer no estabelecimento e manutenção dos contatos entre as pessoas.Esta atitude decorre do princípio de que cada pessoa tem uma personalidade com características próprias, que devem ser respeitadas.

Praticar “Relações Humanas” significa assumirmos uma atitude em nossas relações, que nos permita compreender o outro, respeitando sua individualidade, que é, sem dúvida diferente da nossa. Isto facilita o estabelecimento de contatos humanos favorecendo nossa integração ao meio social e enriquecendo nossa própria personalidade.

Podemos desenvolver essa habilidade à medida que passamos a nos compreender e conhecer realmente.Só assim, é que podemos pensar em conhecer e compreender o outro. Um princípio relacionado com essa habilidade é o processo empático que nos explica porque tendemos a nos aproximar de certas pessoas.

Empatia – compreensão intelectual de uma pessoa por outra pessoa, associada à capacidade de sentir como se fosse a outra.


A ausência de empatia pode impedir o estabelecimento, ou gerar distorções, no relacionamento entre as pessoas. Nas relações de trabalho isto pode ter conseqüências drásticas, pois nelas não somos livres para escolher nem os momentos, nem as pessoas com as quais queremos nos relacionar.

Nossa aparência pessoal, expressão mímica, linguagem, entonação de voz e a atenção que dedicamos ao outro são alguns fatores que intervêm no estabelecimento do processo empático.

Sob outro ponto de vista, ao conhecermos alguém, devemos evitar julgamento precipitados ou partir de idéias preconcebidas, pois, se as mesmas forem negativas, a tendência será que impeçam a continuidade do próprio relacionamento.


OS DEZ MANDAMENTOS DAS RELAÇÕES HUMANAS


  1. FALE com as pessoas. Nada há tão agradável e animado quanto uma palavra de saudação, particurlamente hoje em dia quando precisamos mais de “sorrisos amáveis”.

  2. SORRIA para as pessoas. Lembre-se que acionamos 72 músculos para franzir a testa e somente 14 para sorrir.

  3. CHAME as pessoas pelo nome. A música mais suave para muitos ainda é ouvir o seu próprio nome.

  4. SEJA amigo e prestativo. Se você quiser ter amigos, seja amigo.

  5. SEJA cordial. Fale e aja com toda sinceridade: tudo o que você fizer, faça-o com todo o prazer.

  6. INTERESSE-SE sinceramente pelos outros. Lembre-se que você sabe o que sabe, porém você não sabe o que os outros sabem. Seja sinceramente interessado pelos outros.

  7. SEJA generoso em elogiar, cauteloso em criticar. Os líderes elogiam. Sabem encorajar, dar confiança, e elevar os outros.

  8. SAIBA considerar os sentimentos dos outros. Existem três lados numa controvérsia: o seu, o do outro, e o lado de quem está certo.

  9. PREOCUPE-SE com a opinião dos outros. Três comportamentos de um verdadeiro líder: ouça, aprenda e saiba elogiar.

  10. PROCURE apresentar um excelente serviço. O que realmente vale em nossa vida é aquilo que fazemos para os outros.

domingo, 24 de outubro de 2010

Anunciação da Alegria de Viver

Anunciai a alegria de viver, para que todos vos bendigam!

Anunciai a alegria de ver, de cheirar e de sentir!

O Amor perpassa os mundos, todos devem perceber!

Anunciai a alegria de existir, porque a Vida é Eterna!

O Disco Solar produz a Luz, refletindo o Fogo Criador!

Grande é a estabilidade do Sol, o centro desse Sistema no qual o Cristo penetrou para extrair o Summum Bonum!

Anunciai a alegria de conhecer que há estrelas!

Olhai as estrelas antes de adormecer, porque amanhã a aurora virá, anunciando o Sol, e isso tem de ser feito agora!

O cansaço tem de ser purificado, para que não polua a energia dos movimentos, a energia vital que traz a alegria!

Anunciai as flores que nascem agora, a grama que cresce ante os vossos olhos!

Anunciai a Vida, que ela está sorrindo, vinda direto do Sol!

Apis

sábado, 23 de outubro de 2010

Respeita as crenças religiosas ou filosóficas.

Respeita as crenças religiosas ou filosóficas, desde que não atentem contra a dignidade humana. Não apóies nem abones o fanatismo ou o integrismo, em qualquer que seja a forma. Na maneira de viver tua fé, cuida para não seres dogmático ou sectário.

AMORC / GLP '.'
Ano R+C 3363

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Sê sempre um pensador livre.



Reflete por ti mesmo e não penses conforme a opinião dos outros. Além disso, dá a todo mundo a liberdade de pensamento; não imponhas tuas idéias a outrem e considera sempre que elas são suscetíveis de evoluir.

AMORC/GLP '.'
Ano R+C 3363




quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Respeite a vida em todas as suas formas.

Considera a natureza como o mais belo santuário e a expressão, na Terra, da Perfeição Divina. Respeita a vida em todas as suas formas e vê os animais como seres, não apenas vivos, mas igualmente conscientes e sensíveis.

AMORC/GLP '.'
Ano R+C 3363

Swadhishtana Chakra





Chakra do Baço ou Esplênico - Chakra Sexual
Significado do Nome: Lugar-Morada do Ser ou o "Fundamento de si próprio".
Nome em Português: Chakra Esplênico.
Localização: Localizado na lombar e abaixo do umbigo, está relacionado com as glândulas supra-renais, regendo a coluna vertebral e os rins. Rege os rins, sistema reprodutor, circulatório e bexiga. As energias como a paixão, sensualidade e a criatividade são manifestadas através deste chakra.
Aspectos a serem compreendidos: Poder de seduzir criatividade e relacionamento.

Influências

Desequilíbrio no Físico: desarmonia dos rins, fígado, pâncreas, vesícula e bexiga. Alergias alimentares, problemas menstruais, distúrbios gástricos e intestinais, perda da vitalidade, dores lombares, no sacro e cóccix.
Emocional Equilibrado: União sexual prazeirosa, alegria instintiva, capacidade de planejamento, coragem de viver, paixão, habilidade em relacionar-se, jogo de cintura, flexibilidade, auto-aceitação e paixão pela vida.
Emocional Desequilibrado: Medo, incapacidade de construir, distração, raiva, ódio, inveja, insegurança, falta de paixão, tristeza, manipulação e apego, dependência emocional, vícios e auto-destruição.
Forma Geométrica: Círculo. Representa a forma crescente da lua.
Cor: Laranja - tonifica; é uma cor acolhedora e estimula a alegria. É uma cor social que traz otimismo, expansividade e equilíbrio emocional. Traz confiança e automotivação. Azul ou verde para sedar.
Alimentos que estimulam o chakra: Abóbora, cenoura, milho, laranja, manga, caqui.
Cores Básicas: Laranja, Vermelho.
Fase da vida: de 8 à 14 anos.
Funções: Energia de criatividade e impulso emocional; é o centro da procriação, manifesta-se sexualmente, mas sob o aspecto de sensação e prazer; fantasias e desejos sexuais. É representado por uma lua crescente. Neste chakra inicia-se a expansão da personalidade. Centro da purificação.
Bija-mantra: "VAM". Responsável pela irrigação energética dos órgãos sexuais. Desenvolvido estimula o funcionamento dos outros chakras. Desdém, abandono, indulgência excessiva, desconfiança, medo, indiferença e sensualidade são alguns dos desequilíbrios ligados a esse chakra.

Resumo

Kundalini, tendo sido despertado no primeiro Chakra, move-se para o Chakra do umbigo, que é vivificado, despertando assim no corpo astral o poder de sentir - uma sensibilidade a todo tipo de influências, embora ainda sem nada bem definido como a compreensão que vem do ver e ouvir.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Muladhara Chakra

Chakra Básico




Chakra Básico (Raiz):
Significado do Nome: Estrutura da base, fecundação.
Nome em Português: Chakra Básico - Rádico.
Localização: Localizado nos órgãos genitais e na pélvis, relacionado com as gônadas (glândulas sexuais), governa o sistema reprodutor. Este chakra anima a substância do corpo físico, o poder e o instinto de sobrevivência. É a ligação com a terra. Concentra as energias da Kundaliní, que uma vez despertadas progridem coluna acima, seguindo um padrão geométrico similar ao padrão apresentado na dupla hélice das moléculas de DNA que contém o código da vida.
Aspectos a serem compreendidos: Sobrevivência, alimento, conhecimento, auto-realização, valores (segurança financeira), sexo (procriação), longevidade e prazer.

Influências
Desequilíbrio no Físico: Anemias, resfriados, sexualidade reprimida ou excessiva, frigidez, impotência, insuficiência renal, fadiga, dores nas articulações, dores lombares e nas pernas, pressão alta ou baixa, problemas de coluna, osteoporose, falta de energia, prisão de ventre, diarréia, colite, apendicite, etc.
Emocional equilibrado: Impulso para agir, consciência instintiva básica, força, agressividade controlada, coragem, afeição, criatividade, generosidade, capacidade de sentir prazer, pessoa sensata, segura e estável, habilidade em prover o necessário para vida e capacidade de cuidar de si.
Emocional desequilibrado: Egocentrismo, agressividade, preocupação, inexatidão, indolência, extravagância, não permite o prazer, pessoa sem vida, desanimada, confusão de interesses, insatisfação, medo, timidez, insegurança, histeria, paixões fortes, aspereza, dificuldade em lidar com finananças, medo de arriscar-se, apego material, tabus sexuais.

Forma geométrica: quadrado, possuindo grande relação ao conhecimento ligado à terra, às quatro dimensões e às quatro direções.
Fase da vida: Desde a união do espermatozóide com o óvulo, até 7 ou 8 anos.
Funções: Um indivíduo dominado pelo chakra Muladhara geralmente dorme de dez a doze horas por noite, sobre o estômago. Este chakra Muladhara incluí os planos da origem, ilusão, ira, avidez, desilusão, avareza e sensualidade. Estes aspectos do primeiro chakra são inerentes à existência humana. O desejo de mais experiência e mais informação age como força motivadora, um ímpeto básico para o desenvolvimento individual.
O chakra Muladhara é o local da Kundalini enroscada, da Shakti vital, ou força energética. A serpente Kundalini está enroscada em torno do Lingam Svayambhu.
É o chakra onde nasce e reside a energia kundalini que se movimenta em espiral, pelas nadis, rios internos conhecidos por Ida e Píngala que distribuem por todo o corpo energia e o impulso de vida. É também o centro erótico do Ser.

Nadi Ida: canal esquerdo transportador das correntes lunares, natureza feminina visual e emocional, produção de vida, energia materna, respiração esquerda que proporciona estabilidade para a vida. A narina esquerda é aberta durante o dia, equilibra a energia solar criando um equilíbrio para si, tornando-nos mais relaxados e mais alertas mentalmente.
Nadi Píngala: canal direito transporta correntes solares, natureza masculina, depósito de energia destrutiva, também purificador, a narina do lado direito é de natureza elétrica masculina, verbal e racional. Torna o corpo físico mais dinâmico, (eficiente e ativo durante horas noturnas, aumentando a saúde). Quando um casal tem um orgasmo sexual, sem repressão e com consciência; em algumas vezes, elevam a kundalini, nutrindo todos os chakras através de Sushumna, Ida e Píngala.
Cores Básicas: Vermelho (varia para roxo ou vinho).
Bija-mantra: "LAM". É o Responsável pela absorção de energia da terra (energia telúrica, geoenergia, kundalini). Não é aconselhado por alguns autores o desenvolvimento desse chakra. Ilusão, cólera, avareza, desejo, sensualidade, territorialidade, instinto de sobrevivência desequilibrado, possessividade, temor e preocupação excessiva com o próprio corpo são algum dos desequilíbrios ligados a esse chakra.

Resumo
Este é o sítio da Serpente de Fogo, Kundalini, a força que existe em todos os planos e por meio da qual todos os demais Chakras são ativados.

Originalmente, o corpo astral era uma massa quase inerte, possuindo apenas a mais vaga das consciências, sem poder definido para coisa alguma e sem um conhecimento nítido do mundo que o cercava. A primeira coisa que aconteceu foi o despertar de kundalini no nível astral.

Tempo

Amo essa palavra
Ela representa o sonho
O encanto das tardes
Os suspiros do coração
Na palidez da alma
Soletrando canções.

Tempo de viver
Amar sem falar
Sorrir e correr
Na luz do sonhar
Galopando sem ter
Um lugar pra parar.

Tempo de conhecer amigos
Conquistar a tão sonha vitória
Apensa nas linhas do infinito
De ri contar historia
De abraçar o amor e a vida
Nos dias cheios de gloria

Do poeta Luiz Gonzaga Bezerra


quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Seria bom...

Quão bom seria se vivêssemos todos como irmãos, unidos em propósito e em ideais, seria tão bom se todos praticássemos o que nos é ensinado em nossas escolas, seria melhor ainda se nelas não houvesse a demagogia de alguns, se realmente fizéssemos o que estudamos.

Seria muito produtivo se reconhecêssemos tanto o de dentro quanto o de fora como irmãos , que o reconhecimento fosse dado pelas vibrações de Amor e elevação de propósito que acompanham cada um, que o reconhecimento não se desse por sua posição Social e financeira.

Seria útil a todos os irmãos que aqueles que estudam o propósito do Ser e nele identificam as Leis Universais aprendendo em escolas filosóficas, dessem o exemplo de como viver em harmonia entre irmãos, sem falar demais, sabendo usar a espada e não usar a língua como uma espada, mas usa-la pra derrotar o vício, seria muito mais útil, novamente, se o exemplo fosse dado, fazendo-se fora o que se fala e nem sempre se faz, dentro dessas escolas.

Seria bonito se os adornos que se usa fora fizesse jus aos adornos interiores sem fazer qualquer referência a vaidade. Seria maravilhoso se víssemos nossos semelhantes como irmãos sem distinção de Raça, credo e/ou nacionalidade, não haveria miséria, terrorismo, assassinatos, guerras, revoluções mas haveria a Paz, equilíbrio da natureza saúde e liberdade. Se todos vivêssemos fraternalmente de igual pra igual e Livres verdadeiramente em Paz profunda.

Leonardo Rocha '.'


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Quer R$ 300,00 em livros?


Olá, Meus Amigos e Leitores, o nosso BLOG agora está abrindo mais oportunidades de interação com seus Leitores e Seguidores, promovendo parcerias que irão procurar satisfazer e ampliar o relacionamneto deste editor com os internautas que investem um pouco de seus tempos para leituras de nossos POST´s e Artigos.

Já começamos bem, e você pode fazer parte da promoção abaixo. É bem rápido, e não se esqueça de indicar que você viu a promoção no BLOG: “ O Canto Oculto '.' ”.

Bom, agora, abra seu e-mail, clique em enviar mensagem e use sua criatividade conforme orientado abaixo:

Quer ganhar um Vale Livro no valor de R$ 350,00 (trezentos e cinquenta Reais) para comprar qualquer livro de qualquer editora?

É simples, basta enviar um e-mail parasorteio@parentese.com.br com Nome, RG, o Nome do blog onde viu a promoção ( O Canto Oculto '.' ) e responder a pergunta abaixo.

“Se eu fosse editor ou dono de uma editora no Brasil, o que eu faria para mudar o cenário editorial em prol da população?”

O autor da melhor resposta ganhará um Vale Livro no valor de R$ 350,00

REGRAS

1. Promoção válida de 01/10/10 a 20/10/10;

2. Escolha do vencedor no dia 31/10/10. O resultado será divulgado no site da Parêntese Editora as 17 horas;

3. O Vale Livro será entregue, via e-mail, ao vencedor até o dia 15/11/10 e seguirá as regras de compra da Livraria da Travessa (http://www.travessa.com.br/);

4. Cada endereço de e-mail somente poderá enviar uma única resposta a pergunta. Não há limite para o tamanho da resposta, podendo abranger qualquer área do mercado editorial (publicação, vendas, autoria, revisão, gráfica e etc...)

5. Para os blogs participantes, é obrigatório manter a promoção visível no blog durante a vigência. Ou seja, divulgação contínua da promoção. A livre critério da Parêntese Editora, os editores poderão visitar os blogs participantes para verificar se a promoção está visível ou não;

6. Com o Vale Livro, o leitor poderá comprar qualquer livro em qualquer quantidade até o atingir o valor total do Vale Livro. A compra, obrigatoriamente, será via Internet no site da Livraria da Travessa;

7. Respostas com erros gramaticais, termos pejorativos, preconceituosos, políticos ou religiosos não serão consideradas;

8. Ao valor do Vale Livro, o vencedor (leitor e blog) deverá considerar uma parte do valor total para pagamento do frete pois a compra, obrigatoriamente, será feita via Internet no site da Livraria da Travessa;

9. A Livraria da Travessa não está vinculada a Parêntese Editora e também não é responsável pelas regras e definições gerais da promoção sendo apenas o canal de venda dos produtos;

CONDIÇÕES GERAIS

1. A escolha do vencedor é por critério determinado pelos editores da Parêntese Editora, exclusivamente. Não haverá interferência externa;

2. A quantidade de vencedores será definido pela Parêntese Editora de acordo com as respostas obtidas, sendo no mínimo 01 (um) vencedor e no máximo 10 (dez) vencedores. Todos receberão a mesma premiação;

3. Essa promoção anula qualquer outra promoção em vigor;

4. A Parêntese Editora reserva o direito de alterar o teor da promoção sem prévio aviso, mas respeitando os valores dos Vales;

5. Promoção não acumulativa;

6. Em caso de dúvidas sobre a promoção, envie e-mail paramarketing@parentese.com.br;

Agora meus Leitores, é colocar a criatividade no ar, e enviar o e-mail conforme as orientações.

Como o critério é de escolha, quanto mais respostas a promoção tiver, mais comparações podem ter e a sua resposta pode se destacar, por isso DIVULGUE este artigo como está.

Boa Sorte à todos,

A troca do pneu

Uma senhora esperava, há uma hora, no acostamento, que alguém parasse para ajudá-la a trocar o pneu furado de seu carro. Finalmente, um motorista estacionou por perto e se aproximou. – Meu nome é Bryan. Posso ajudá-la? Ficou preocupada. Estava vestido com simplicidade, carro maltratado, bem diferente do seu, novinho em folha. E se fosse um assaltante? Mas ele logo foi pegando o macaco e rapidinho trocou o pneu. Ela não sabia como agradecer. Perguntou quanto lhe devia. Bryan sorriu: – Não foi nada. Gosto de ajudar pessoas, quando tenho chance. Sou grato a Deus pelas dádivas recebidas, embora viva modestamente. Tenho um lar abençoado, uma esposa adorável. Se realmente quer me reembolsar, da próxima vez que encontrar alguém em dificuldade, tente fazer o mesmo. Partiram os dois. Alguns quilômetros adiante ela entrou numa lanchonete de beira de estrada. A garçonete aproximou-se sorrindo. Sorriso luminoso, não obstante os pés doendo, o cansaço, por um dia inteiro de trabalho estafante. E havia a sobrecarga da gravidez. A barriga proeminente revelava avançada gestação. Atenciosa, limpou a mesa com cuidado, atendendo, solícita, a freguesa. A senhora admirou seu jeito carinhoso e se perguntava como alguém, em tal situação, conservava a disposição de exercitar a gentileza. Então, recordou de Bryan e de sua recomendação. Depois que terminou a refeição, enquanto a garçonete buscava troco para uma nota de cem dólares que lhe dera, a senhora partiu. Quando a gestante voltou, notou algo escrito no guardanapo, sob o qual havia mais quatro notas de cem dólares. Não conteve as lágrimas, ao ler: “Alguém me ajudou uma vez e da mesma forma lhe estou ajudando. Não me deve nada. Eu já tenho o bastante. Se realmente quiser me reembolsar, não deixe este círculo de amor terminar em você.” Naquela noite, quando se deitou, a garçonete ficou pensando no bilhete. Como aquela senhora podia saber o quanto ela e o marido precisavam daquele dinheiro? Virou-se para ele que dormia ao lado, deu-lhe um beijo e sussurrou: – Tudo ficará bem, meu querido. Eu te amo muito, Bryan.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Sê tolerante

Sê tolerante e defende o direito à diferença. Nunca uses a faculdade de julgamento para censurar ou condenar a outrem, pois tu não podes ler os corações e as almas. Considera os outros com benevolência e indulgência, atento para o que haja de melhor neles.

AMORC/GLP '.'
Ano R+C 3363

O QUE É A TEURGIA?

R. – A TEURGIA é a MAGIA DIVINA, a mesma em que eram iniciados ou formados os famosos Três Reis Magos das escrituras bíblicas que foram prestar homenagens ao Menino Deus recém-nascido, Jesus Cristo. Portanto, é a MAGIA REAL, CRÍSTICA como fórmula nouêtica do que os orientais chamam Raja-Yoga ou a “Yoga Real” por ser a da “União efetiva da Alma com o Espírito”, o que entre os ocidentais é definido comoVia Cristocêntrica. O próprio significado etimológico de magia aponta o carácter sagrado e divino do termo: do grego mageia ao latim magia, o sentido é clarificado pela sua origem hindu-europeia, nomeadamente o sânscrito e o caldaico, pois que a alternância megh, mogh, magh, donde procede magia, exprime a “excelência”, o “sacerdócio”, o “conhecimento supremo”, enquanto o termo maghdim, construído sobre essa raiz, em caldaico significa “a mais elevada sabedoria”. Portanto, o sentido original de Magia é a aplicação da Sabedoria Real, Divina.

A Magia Sacerdotal é a própria TEURGIA, étimo provindo do grego theourgia, “milagre, miraculoso”, donde derivatheourgus, “o que realiza o miraculoso”, isto é, o “grande milagre” da TRANFORMAÇÃO DA VIDA-ENERGIA EM VIDA-CONSCIÊNCIA tanto na Natureza como no Homem, e isto é OBRA DIVINA. Nisto tem-seTheourgiadecomposta em Theos, “Deus”, e Ergon, “Obra”, o “Feito Divino” ou OBRA DE DEUS levada à prática e realização neste mundo comum a todos, donde se concluir que TEURGIA é a OBRA DO ETERNO NA FACE DA TERRA.

A MAGIA DIVINA ou TEURGIA, aliás subjacente ao Espírito Tradicional da Igreja e da Maçonaria, para o seu entendimento justo e execução perfeita não se deve descurar que assenta em três colunas exclusivas:

1.º – Vontade fixa de fazer o Bem, a todos os níveis de consciência.

2.º – Trabalho de Salvação da Humanidade.

3.º – Ação da Grande Fraternidade Branca, nos planos social e espiritual.

A procura do domínio, antes, da harmonia com as forças universais pela TEURGIA, faz-se pela CIÊNCIA, ARTE e TÉCNICA.

Ciência – Teorias constituintes do dogma da Alta Magia, constituindo a Escolástica Teúrgica. Age sobre o mental e o cérebro.

Arte – Une a teoria à prática do Teúrgico, criando a ligação psicomental, e que constitui a vivência ou Teatro da Iniciação Teúrgica.

Técnica – Produz a adequação do dogma ao ritual através de factores externos, físicos, tornando objectivos os fins em vista, realização exclusiva à Ciência e Arte juntas exercidas no espaço consagrado do Templo Teúrgico, com as suas medidas e objectos canônicos cujos símbolos têm a vida que o Ritual lhes dá pela ação motora, sentimento de devoção e intelecto iluminado dos participantes ao mesmo.

O VENTO GEME OU ELE CANTA?


Era uma vez uma indústria de calçados aqui no Brasil que desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Em seguida, mandou dois dos seus consultores a pontos diferentes do país para fazer as primeiras observações do potencial daquele futuro mercado.

Depois de alguns dias de pesquisa, um dos consultores enviou o seguinte faz para a direção da indústria: “ Senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos”.

Sem saber deste fax, alguns dias depois o segundo consultor mandou o seu: “ Senhores, tripliquem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos,... ainda”.

MORAL DA HISTÓRIA:

A mesma situação era um tremendo obstáculo para um dos consultores e uma fantástica oportunidade para outro. Da mesma forma, tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes.

A sabedoria popular traduz essa situação na seguinte frase:

“OS TRISTES ACHAM QUE O VENTO GEME;
OS ALEGRES ACHAM QUE ELE CANTA”.

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos.

A maneira como você encara a vida, faz TODA diferença.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A Maledicência

Toda pessoa não suficientemente realizada em si mesma tem a instintiva tendência de falar mal dos outros.Qual a razão última dessa mania de maledicência?É um complexo de inferioridade unido a um desejo de superioridade.Diminuir o valor dos outros dá-nos a grata ilusão de aumentar o nosso valor próprio.A imensa maioria dos homens não está em condições de medir o seu valor por si mesma. Necessita medir o seu próprio valor pelo desvalor dos outros.Esses homens julgam necessário apagar as luzes alheias a fim de fazerem brilhar mais intensamente a sua própria luz.São como vaga-lumes que não podem luzir senão por entre as trevas da noite, porque a luz das suas lanternas fosfóreas é muito fraca.Quem tem bastante luz própria não necessita apagar ou diminuir as luzes dos outros para poder brilhar.Quem tem valor real em si mesmo não necessita medir o seu valor pelo desvalor dos outros.Quem tem vigorosa saúde espiritual não necessita chamar de doentes os outros para gozar a consciência da saúde própria.As nossas reuniões sociais, os nossos bate-papos são, em geral, academias de maledicência.Falar mal das misérias alheias é um prazer tão sutil e sedutor – algo parecido com whisky, gin ou cocaína – que uma pessoa de saúde moral precária facilmente sucumbe a essa epidemia.A palavra é instrumento valioso para o intercâmbio entre os homens. Ela, porém, nem sempre tem sido utilizada devidamente.Poucos são os homens que se valem desse precioso recurso para construir esperanças, balsamizar dores e traçar rotas seguras.Fala-se muito por falar, para “matar tempo”. A palavra, não poucas vezes, converte-se em estilete da impiedade, em lâmina da maledicência e em bisturi da revolta.Semelhantes a gotas de luz, as boas palavras dirigem conflitos e resolvem dificuldades.Falando, espíritos missionários reformularam os alicerces do pensamento humano.Falando, não há muito, Hitler hipnotizou multidões, enceguecidas, que se atiraram sobre outras nações, transformando-as em ruínas.Guerras e planos de paz sofrem a poderosa influência da palavra.Há quem pronuncie palavras doces, com lábios encharcados pelo fel.Há aqueles que falam meigamente, cheios de ira e ódio. São enfermos em demorado processo de reajuste.Portanto, cabe às pessoas lúcidas e de bom senso, não dar ensejo para que o veneno da maledicência se alastre, infelicitando e destruindo vidas.Pense nisso!Desculpemos a fragilidade alheia, lembrando-nos das nossas próprias fraquezas.Evitemos a censura.A maledicência começa na palavra do reproche inoportuno.Se desejamos educar, reparar erros, não os abordemos estando o responsável ausente.Toda a palavra torpe, como qualquer censura contumaz, faz-se hábito negativo que culmina por envilecer o caráter de quem com isso se compraz.Enriqueçamos o coração de amor e banhemos a mente com as luzes da misericórdia divina.Porque, de acordo com o Evangelho de Lucas, “a boca fala do que está cheio o coração”.

Leonardo Rocha '.'

O que procuras? '.' .'.