“A MAIOR DE TODAS AS IGNORÂNCIAS É REJEITAR UMA COISA SOBRE A QUAL VOCÊ NADA SABE."

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

O Eremita



O Iniciado é aquele que possui a lâmpada de Trismegisto, o manto de Apolônio e o bastão dos patriarcas.

Eliphas Levi

O aspecto deste arcano nos revela que ele não se encontra à procura do seu caminho, mas está nos mostrando esse mesmo caminho.

O Ermitão é um condutor, um guia. O lampião a sua frente significa a Luz da sabedoria que ele leva a frente de seu rosto. Neste arcano do Tarô, o portador do lampião é um vigia, cujo símbolo é da consciência desperta, da alma eterna, da vigilância, da clarividência e da iluminação interior. Aparece então o Ermitão como um mestre da Luz, um guia, um iniciador. Carrega o facho, o archote, a lâmpada da luz autêntica, da verdade; lâmpada esta que, conforme a etimologia, serve tanto para iluminar como para brilhar no sentido de ser vitorioso. Dessa maneira, sabemos que o Eremita sabe perfeitamente onde está e para onde vai. Traz o bastão, como uma representação simbólica da serpente ou das forças das energias principais, terrestres ou cósmicas, regeneradoras, circulantes por nossa coluna vertebral, de baixo pra cima e de cima pra baixo, ininterruptamente. No Tarô bíblico é o apostolo Pedro, que se agarra a sua luz e segue seu caminho, muito embora o cajado do Eremita nos lembre da sabedoria de Moisés que mostra manifestar com suas “batidas no solo” “a cólera” de Yahvé. Trata-se também do caduceu de Hermes. A lâmpada de Trismegisto ilumina o presente, o passado e o futuro. Exibe a nudez da consciência dos homens e ilumina o âmago do coração das mulheres. A lâmpada brilha com a chama tríplice, o manto se dobra três vezes e o bastão se divide em três partes. O número nove é portanto aquele dos reflexos divinos, expressa a ideia divina e toda a sua potência abstrata.


Ermitão ou Eremita?

Do grego “Eremitus” quer dizer deserto, ermo, mais tarde em sua origem latina passou a significar pessoa solitária que vive em um deserto em solidão ou seja, um ermitão. O seu significado nos remete a valorosa “voz do silêncio” que é tão conhecida por nós místicos, é quando nos isolamos que conseguimos ouvir nosso “Mestre interior”.


O Ermitão nos leva ao vazio, ao isolamento, à solidão e, graças ao cajado das forças regeneradoras que circulam em nós e ao lampião do nosso espírito iluminado, simplesmente nos ajuda a seguir nosso caminho.

Em um jogo de cartas o Eremita faz o anúncio de um ato concreto do qual você é consciente. Ela pede pra que se olhe o fato com mais lucidez e capacidade de discernimento e coloca-o frente ao fato consumado. Ela recomenda também que seja prudente, perspicaz, avançar cada passo em seu compasso, considerar as ideias e os projetos a longo prazo, exorta a distância e ao isolamento que se deve ter afim de que a Luz do problema seja vista e assim sua resolução.

O Ermitão pode ser alguém do seu meio, que lhe dará bons conselhos ou você mesmo em virtude de suas introspecções. Pode significar alguém mais maduro com sabedoria e discernimento em sua vida que lhe ajudará ou simplesmente uma fase de isolamento em sua vida, por fim, de toda maneira, sempre é uma travessia pelo deserto.


Astrologicamente é análogo ao signo de Leão (Lampião) e ao planeta Saturno (cajado), especificamente o primeiro decanao do signo de Leão (regido pelo Sol). Ela em sí é o signo de câncer.


Podemos colocar por resumo os significados positivos do Ermitão a sabedoria, a tomada de consciência, lucidez, clarividência, idéias brilhantes, paciência, prudência, solidão fecunda, estudos e investigações e vigilância. Seus aspectos negativos são, extravio, isolamento desnecessário (Depressão), desconfiança, ceticismo, recusa de qualquer conselho e recolhimento de si mesmo.

O Eremita como já falado nos evoca o sentido do silêncio, do calar-se, então não deixa de nos remeter a prudência de nossos pensamentos, falas e atos.

Como já perceberam que gosto de falar de números vou falar um pouco do número 9 já que esse arcano o representa.

A enêada é o primeiro quadrado de um número ímpar. Dizia-se que é como um oceano fluindo em torno dos outros números dentro da década. A esfera do Ar é estruturada de acordo com o sistema novenário, e irmã e esposa de Júpiter por sua conjunção na Mônada. É telésforo ou terminador, porque a progênie humana é levada pela mãe durante 9 meses do calendário.

Chamo a atenção para o fato de ela ser um emblema da matéria, que, sempre variável, nunca é destruída; assim o número 9, quando multiplicado por qualquer número, sempre se reproduz; assim: 9X9=18 / 1+8= 9, e assim por diante como segue:

9x3 = 27; 2+7=9

9x4 = 36; 3+6=9

9x5 = 45; 4+5=9

9x6 = 54; 5+4=9

9x7 = 63; 6+3=9

9x8 = 72; 7+2=9

9x9 = 81; 8+1=9

9x10 = 90; 9+0=9

9x11 = 99; 9+9 = 18; 1+8=9

9x12 = 108; 1+0+8 = 9

9x13 = 117; 1+1+7 = 9

Na redução teosófica basta cortar os “9” Exemplo com o número 624598296949

Sem cortar os 9:

624598296949

6+2+4+5+9+8+2+9+6+9+4+9 = 73; 7+3 = 10; 1+0 = 1

Cortanto os 9:

62458264

6+2+4+5+8+2+6+4 = 37; 3+7=10; 1+0= 1

Resumindo:

6+2+4+5+9+8+2+9+6+9+4+9 = 73; 7+3 = 10; 1+0 = 1

6+2+4+5+8+2+6+4 = 37; 3+7 = 10; 1+0 = 1


Alguns fatos com o 9. À nona hora nosso salvador exclamou o último suspiro; no nono dia os antigos sepultavam seus mortos; após nove anos Numa recebeu suas Leis de Jove; o número 9 prevalece contra pragas e febres, promove vida longa e saúde, e por ele Platão ordenou de tal forma os acontecimentos que morreu com idade de 9 vezes 9. São 9 Ordens de anjos, diz Gregório, 381 d.C, na Homilia 341: Serafins, Querubins, Tronos, Domínios, Virtudes, Potestades, Principados, Arcanjos, à nona hora Jesus, o Salvador, expirou, no salmo 145 encontramos 9 razões pra louvar a Deus, os Ritos de Elêusis duravam 9 dias, os Rosacruzes sabem da importância do 9 Grau na Ordem bem como o 18° (1+8=9) na maçonaria e sua relação com a rosacruz.


Na cabala esta relacionada a letra Teth (simples) e a Iesod.

No I ching 52 Kên / A quietude, a montanha.

Que possamos nós místicos, iluminar nosso caminho com esse lampião da sabedoria interior no silêncio de nós mesmos, cobertos pelo mando que nos torna protegidos dos ataques da ignorância e que possamos no caminho da solidão incógnita, sermos prudentes e pacientes com as fraquezas dos nossos irmãos e nossas também agindo com a determinação de nosso cajado e a honradez que nos faz verdadeiros iniciados.

Leonardo Rocha '.'

Um comentário:

O que procuras? '.' .'.