“A MAIOR DE TODAS AS IGNORÂNCIAS É REJEITAR UMA COISA SOBRE A QUAL VOCÊ NADA SABE."

sábado, 11 de dezembro de 2010

O Mago


Bom resolvi fazer um estudo acerca dos arcanos maiores (22 cartas) do Tarô, no entanto, não tenho muito material, tão pouco conhecimento, peço que se possível me ajudem com os erros que se seguirão.

Tenho alguns tarôs aqui que estudo e vou tentar compilar o simbolismo e suas relações entre eles. Especificamente falo do Tarô dos Boêmios (de Papus), Tarô Egípcio, tarô bíblico, Tarô de Rider Waite, Tarô de Marselha, Tarô de Crowley e suas relações com a Cabala, numerologia, chakraterapia, maçonaria e outras correntes.

O Mago

Em qualquer um desses Tarôs observa-se os mesmos símbolos, talvez em lugares diferentes mas simbolizando sempre as mesmas coisas.


A primeira carta do Tarô é “O Mago”, “Alef” , o Homem ou o microcosmo, sua letra arábica é “A”. Nos Tarôs de Marselha, dos Boêmios e egípcio é possível ver melhor representado o homem formando o Alef, a primeira letra hebraica. Ele segura em uma de suas mãos¹ um cetro, pedaço de pau ou mastro que é geralmente de madeira pois representa o elemento terra, força, poder e realismo, o trabalho e a sabedoria.


Representada na cabala pela sephira Kether, o mais antigo dos dias, vontade, poder, enquanto que representa “IOD” símbolo do princípio ativo por excelência de Deus. “In Principio erat verbum”. No princípio era o verbo.” A posição das mão representa também na Maçonaria os dois princípios, ativo e passivo representados pelas duas colunas do templo, Jackin e Bohas, muito embora essa carta faça alusão à Kether, o trono do V.’.M.’. no Oriente. Ele tem controle sobre os quatro elementos, ou busca esse controle conhecendo as leis divinas e aplicando-as na Terra, ele é o mediador entre a Luz que vem do Leste e o Templo.

No tarô bíblico ele nomeia o Mago de Moises, mas como já foi falado aqui em mercúrio, citarei Hermes e seu segundo princípio, o princípio de correspondência: O que está em cima é como o que está em baixo, e o que está em baixo é como o que está em cima.(Quod superius est sicut quod inferius, Et quod inferius est sicut quod superius). Esta é uma das interpretações de seus braços voltados em direções opostas.

Representa a primeira carta, o transformador Divino, o Universo ativo, a Natureza naturante, da trindade cristã é “o Pai”, pode-se ver também em todas as representações o sinal divino da vida universal colocado geralmente sobre a cabeça do mago, traduzimos pelo símbolo do infinito(Um oito na horizontal).

Os que estão sob a influência desta carta são sem dúvida inventores e produtores, criadores em potencial. A unidade-princípio, cuja origem é impenetrável às condições humanas, fica colocada no começo de todas as coisas, não podemos calcular a origem desta causa primeira que apenas nos contentamos em afirmar sua existência, segundo a lei absoluta das analogias.


No geral essa carta significa iniciativa, seus verbos são: Saber, ousar, agir, criar, querer, executar e interpretar e calar. corresponde ao planeta Mercúrio, e aos signos de gêmeos e virgem. Num jogo de cartas podemos interpretar em seus aspectos positivos: Poder de convicção, espontaneidade, originalidade, habilidade manual e/ou intelectual, talentos e qualidades , potenciais ainda ocultos, inteligência, aprendizagem, livre-arbítrio, flexibilidade e iniciativa, no entanto temos também os aspectos negativos: Futilidade, burla, tendência para ser influenciável, falta de vontade, infantilidade e falta de responsabilidade, confusão dispersão, mentira e astúcia.

Refletindo agora acerca do número 1, número representado pelo Mago: O número 1 é princípio de tudo mas ele só existe porque os descendentes existem, assim como eles só existem porque houve um princípio que à ele retornará, só iremos compreender bem o 1 se estudarmos melhor o 2.



O principal, o elemento dos números, que enquanto totalidade, pode decrescer por subtração, o Um no entanto é ele mesmo desprovido de todo número e permanece estável e firme; daí que, como número, é indivisível, permanece imutável, e ainda que multiplicado por si mesmo, já que um vezes um é ainda um, e a mônada multiplicada pela mônada permanece a mônada imutável até o infinito.

Na chakraterapia, corresponde ao 7° Chakra o chacra coronário, ligado a epífise, para o tratamento das anomalias relacionadas a esse chara é aconselhável utilizar Ametista, quartzo branco e pirita, essa desarmonias são: falta de inspiração divina, dificuldade em contatar o Mestre inteior, dificuldade de concentração, alguns distúrbios cerebrais estão relacionados à esse chakra, para o qequilibrio desse chakra faz-se necessário o silêncio e como cromoterapia, usar Violeta, Branco Fluorescente, Dourado.



O Conselho o mago da é: O teu destino depende de tuas ações presentes, é o início de um novo período em que terás a oportunidade de realizar tudo aquilo que deseja. Momentos importantes surgirão e irão~exigir de você coragem para prosseguir, para isso faça uma limpeza, eliminando tudo aquilo que hoje não mais lhe serve, agrupe o mínimo necessário pra tua nova jornada. Aprenda a se conhecer usando tuas habilidades, lembre-se que essas habilidades nascem contigo e que como eu, um mago, deves dominar tanto o espírito como a matéria.

Obs... Essa última é tão difícil


1. A mão se direita ou esquerda varia de tarô para tarô, no de Papus, egípcio e de Marselha a meu ver estão melhor representados segurando o cetro com a mão esquerda voltada para o alto, pois sendo a mão esquerda receptora ela recebe do alto e emana pra Terra o fluxo as energias mais sutis.

Exagrama do I Ching 1 Ch’ien / O Criativo


Leonardo Rocha '.'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que procuras? '.' .'.